falta de pessoal nos restaurantes

Como lidar com a falta de pessoal nos restaurantes?

Table of Contents

Neste momento, o sector da restauração português está a enfrentar uma situação muito inquietante: a falta de pessoal.

Com uma fuga em massa de empregados do sector, chegou o momento de os restaurantes tomarem o mergulho e procurarem alternativas para aligeirar a carga do pessoal restante através da tecnologia.

As aplicações para restaurante não deveriam custar nada. Depois de ler este artigo, descubra porque é que todas as aplicações para restaurantes hão-de ser gratuitas.

Falta de pessoal nos restaurantes: acontecimentos actuais

Actualmente, os restaurantes portugueses são severamente afectados pela falta de pessoal.

Alguns empregadores classificaram a situação actual como uma crise. Naturalmente, os números são preocupantes. A Associação da Hotelaria e Restauração (AHRESP) diz faltarem mais de 40.000 trabalhadores no setor. Em consequência, muitos restaurantes não estão a disponibilizar todas as suas mesas aos clientes, o que está a prejudicar as receitas e a tornar impossível a recuperação pós-pandêmica. 

A actual falta de pessoal obrigou o restante pessoal a estender as suas responsabilidades laborais.  Os horários longos são actualmente a moeda da indústria, já que o pessoal tem de tirar o máximo partido do seu tempo. Esta rápida mudança nas condições está a empurrar tanto os proprietários como os empregados dos restaurantes para o limite.

falta de pessoal nos restaurantes

Imagem 1. Shadow Waiter, autoria do Alfred Payner no Flickr

Como estão os restaurantes a reagir à falta de pessoal?

Naturalmente, o sector tem tentado inverter a situação, mas os esforços pontuais não parecem estar a fechar o ciclo sobre os padrões generalizados de desgaste do pessoal. 

A escassez de empregados de mesa deu origem a uma grande estratégia no sector que pode ser resumida num único termo: incentivos. Os empregadores do sector estão a fazer tudo o que podem para atrair novos talentos com ofertas destinadas a recompensar o retorno dos funcionários, tais como salários mais elevados.

Os empresários do sector estão a questionar crescentemente a sua atitude em relação aos trabalhadores. “É preciso reconhecermos que temos algumas das pessoas mais trabalhadoras da mão-de-obra, e elas merecem um tratamento [melhor]”, disse um hoteleiro de Nova Iorque.

Este reconhecimento é há muito esperado, especialmente quando os empregados têm vindo a exigir melhorias ao longo do último ano. “Pague-nos o que nos é devido”, disse Jennifer Estrada, uma empregada que perdeu o seu emprego no ano passado em plena pandemia. Depois de um teste positivo para o coronavírus, as palavras de Jennifer reflectem uma das principais razões pelas quais os restaurantes enfrentam actualmente uma escassez de funcionários: o impacto retardado da COVID-19

A falta de pessoal nos restaurantes: chaves para o entendimento

E como chegámos a esta situação?

Vários proprietários já estavam a prever a falta de pessoal antes de Março de 2020. Amanda Cohen, proprietária de um restaurante em Nova Iorque, disse que já sentia o “rumor” de uma enorme escassez de pessoal nos restaurantes antes do início da pandemia. A causa? Instabilidade salarial. Em 2015, suprimiu a gorjeta no seu restaurante e substituiu-a por uma sobretaxa de 20% em cada factura de serviço. É importante ter em conta que as gorjetas são uma parte fundamental da indústria de restauração dos EUA, pois são a principal fonte de remuneração dos empregados de mesa.

Contudo, a pandemia da COVID-19 é o grande culpado. Muitos empregados da indústria nem sequer foram capazes de lidar com a tensão da pandemia. A situação dos trabalhadores da linha da frente tornou-se mais complexa, uma vez que o pessoal teve de alternar as suas tarefas laborais com as preocupações com a sua própria saúde. 

Além disso, tal como a Jennifer Estrada, muitos foram infectados e tiveram de parar de trabalhar. Durante a segunda vaga no País de Gales (Novembro e Dezembro de 2020), a restauração tornou-se um “factor significativo” na transmissão do vírus.

Depois há as restrições de viagem. A COVID-19 tem reduzido a liberdade de circulação das pessoas em todo o mundo, mesmo dentro de um mesmo país. 50 mil dos 90 mil cafés e restaurantes portugueses estão em risco de insolvência.

Qual é a melhor forma de gerir a escassez de pessoal?

Como pode imaginar, não se trata apenas de um mal nacional, mas atravessou fronteiras. No leste de Inglaterra, existe uma pizzaria que trabalha com metade do seu pessoal. O gerente da pizzaria disse ao jornal online The Independent que eles têm um empregado de mesa para cada vinte mesas. Quanto mais pessoal for embora, mais pressão haverá naqueles que ficarem.

Como muitos empregadores do sector, os especialistas defendem a oferta de incentivos para recuperar o baixo número de funcionários. Certamente, o sector deve tornar-se mais atractivo para reconquistar talentos, mas a curto prazo não há forma de resolver o problema da escassez de mão-de-obra.

Os restaurantes estão no fundo do poço e o pessoal restante não é suficiente. Entretanto, o sector precisa diminuir alguns dos problemas actuais que ameaçam causar mais escassez de pessoal, ou seja, sobrecarga, excesso de pessoal, etc.  

Felizmente, os restaurantes podem recorrer a uma alternativa sem custos, como por exemplo descarregar uma aplicação para restaurantes grátis.

Imagem 2. Waiter, autoria da Sarah Stierch no Flickr

Uma aplicação grátis para animar o moral do seu pessoal no restaurante

Nos próximos meses, o recrutamento será uma questão importante. Para apoiar a recuperação da indústria, estamos a fornecer-lhe uma aplicação para restaurantes grátis para tornar as coisas mais fáceis.

Um inquérito à indústria revelou que os empregados de mesa passam cerca de 35% da sua jornada laboral a gerir as facturas. Se isto for verdade, quanto tempo passam eles a gerir os clientes? 

Os problemas surgem quando utilizamos um sistema de gestão de clientes desactualizado que leva demasiado tempo. Um sistema de gestão de clientes em papel e lápis é um acto de equilíbrio, ou seja, requer muito esforço para evitar erros na gestão. 

A Carbonara App é a primeira aplicação totalmente gratuita para restaurantes que procura poupar tempo ao pessoal, quer sentando os clientes com técnicas especializadas, quer enviando os clientes na fila virtual de lembretes SMS gratuitos sobre o estado da reserva. 

O seu pessoal pode utilizar a Carbonara App para gerir facilmente a lista de clientes no seu restaurante. Reduza a carga de trabalho do seu pessoal restante graças a múltiplas características, tais como temporizadores do tempo de espera para conseguir uma ocupação completa das suas mesas de restaurante. O pessoal pode passar o seu tempo a servir os clientes de forma mais rentável. Teria um efeito libertador em toda a equipa, como a descarga de vapor de uma panela de pressão.

Hoje em dia, tudo isto transcende a mera gestão de clientes. No sector da restauração, a carga de trabalho do pessoal tem de ser significativamente reduzida. E com a Carbonara App, pode fazer exactamente isso. A nossa funcionalidade de pré-encomenda de bebidas simplifica a encomenda de bebidas para restaurantes movimentados, o que essencialmente se traduz em vender mais com menos pessoal. Este processo é muito fácil de integrar graças ao menu digital. 

A partir de agora, o novo pessoal poderá assumir tarefas mais confortáveis e estimulantes sem necessidade de muita formação na utilização das funções da aplicação. Aprenda a gerir os seus clientes de forma rentável num piscar de olhos. 

Ponhamos um fim à escassez de empregados de mesa juntos! Contacte-nos e ajudá-lo-emos a implementar no seu restaurante uma fórmula acessível que irá melhorar o serviço para os seus clientes.

Imagem 3. Someone Ordered a Beer, autoria da Susanne Nilsson no Flickr